Relação entre Gênero dos Prefeitos e Qualidade das Políticas Públicas de Prevenção de Desastres Naturais

Edson Kenji Kondo, Weeberb João Requia Junior

Resumo


O aumento dos eventos climáticos extremos coloca um número cada vez maior de pessoas em situação de risco frente a enchentes, secas e outros eventos similares. Ao mesmo tempo, vários estudos nacionais e internacionais sugerem que a presença da mulher no processo de definição de políticas públicas tende a trazer maiores benefícios sociais. Este estudo examina a intersecção desses dois fenômenos e, utilizando-se de um modelo estatístico de regressão linear, procura verificar se existe alguma associação entre o número de vítimas desses eventos climáticos extremos e a presença da mulher como prefeita, utilizando dados de 453 municípios. O estudo conclui que existe evidência estatística parcial de que a presença de mulheres em posição de comando nos municípios está associada a um menor número de pessoas afetadas pelos desastres naturais.

Palavras-chave


Gênero; Meio Ambiente; Políticas Públicas; IDH

Texto completo:

PDF