ARTESANATO, APRENDIZAGEM SOCIAL E COMUNIDADE DE PRÁTICA: UM ESTUDO COM RENDEIRAS EM ALCAÇUZ (RN)

Thaís Barbosa Ferreira, Diogo Henrique Helal, Kely César Martins de Paiva

Resumo


O objetivo do estudo foi analisar como ocorrem os processos de aprendizagem existentes em comunidades de prática formadas por artesãos, tendo sido abordado o artesanato da renda de bilro no povoado de Alcaçuz (RN). A pesquisa de cunho qualitativo contou com sete entrevistadas da mesma família e seus dados foram submetidos à análise de conteúdo. Constatou-se que as rendeiras compartilham significados sociais e não apenas empregam uma técnica artesanal, apreendida desde a infância como meio de inserção e reconhecimento social, principalmente por meio de recursos tácitos, tendo em vista as peculiaridades da transmissão/apreensão do conhecimento que sustenta o artesanato.

Palavras-chave


Artesanato; Aprendizagem social; Comunidade de prática

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.