COOPERATIVISMO MINERAL: DA INDUÇÃO DE UMA FORMA ORGANIZACIONAL AOS DESAFIOS DE UMA ORGANIZAÇÃO SUSTENTÁVEL

Alan Ferreira de Freitas, Alair Ferreira de Freitas, Alex dos Santos Macedo

Resumo


A efetividade das políticas públicas tem sido cada vez mais relacionada à premissa de que o estímulo e o fortalecimento ao capital social ou a organização social dos beneficiários em determinados contextos, amplia as possibilidades de sucesso. Baseado nessa premissa, o Estado, através da Constituição Federal (1988), priorizou a concessão de lavras a garimpeiros que estivessem organizados em cooperativas. O estudo analisa as implicações da constituição dessas organizações e evidencia que tal preferência foi um fator essencial para a expansão do número de cooperativas, no entanto, esse processo levou à formação de organizações puramente formais e socialmente descontextualizadas.

Palavras-chave


Políticas públicas; Organizações desenraizadas; Cooperativas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.