A INFLUÊNCIA DOS ATORES NA INSTITUCIONALIZAÇÃO DO MEIO AMBIENTE E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL EM UMA INSTITUIÇÃO FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

Hudson Santos da Silva, Maria Gracinda Carvalho Teixeira

Resumo


O artigo analisa as influências dos atores que interagem com o Instituto Federal de Educação Profissional e Tecnológica do Rio de Janeiro (IFRJ) na construção de um novo campo de atuação da instituição, a qual tem vivenciado uma importante transição que visa inserir políticas governamentais de meio ambiente e desenvolvimento regional no seu escopo de ação. O estudo sugere novas possibilidades de explorar a Teoria Institucional em um espaço de investigação ainda pouco trabalhado, no qual o IFRJ é desafiado a se articular com as políticas governamentais que o conduz a estreitar laços com a sociedade. Para esse fim, a pesquisa, beneficiou-se de fontes documentais e empíricas, envolvendo organizações representadas nos âmbitos local e regional. Os resultados da pesquisa apontam caminhos para o IFRJ tornar-se um ator efetivo das políticas públicas brasileiras e contribuir para que a educação profissional e tecnológica no Brasil ao se voltar às potencialidades locais, possa se constituir agente de desenvolvimento.

Palavras-chave


teoria institucional; políticas governamentais; desenvolvimento regional; meio ambiente

Texto completo:

PDF