ESTRUTURA PRODUTIVA DA AGROPECUÁRIA BAIANA: UMA ANÁLISE ESPACIAL, DIFERENCIAL E ESTRUTURAL

Maíra Ferraz de Oliveira Silva, Elivania Magalhães Prates, Andrea da Silva Gomes, Mônica de Moura Pires

Resumo


A modernização da agricultura gerou transformações importantes no meio rural brasileiro. Nesse contexto, a agricultura baiana sofreu diversas transformações a partir da década de 1970, no entanto a consolidação do modelo produtivista na Bahia se deu tardiamente, final da década de 1980, início de 1990. Esse processo promoveu uma reorganização da agropecuária baiana com efeitos bastante diversos. Assim, analisa-se a estrutura produtiva e as fontes de crescimento, por grupos de atividade econômica, do setor agropecuário da Bahia, 1995 e 2006, utilizando-se medidas de especialização, medidas regionais e o shift-share para descrever o comportamento espacial e estrutural da agropecuária na Bahia. Os resultados indicam um setor agropecuário diversificado, mas polarizado regionalmente. O componente estrutural é positivo, revelando especialização regional em setores dinâmicos. Por outro lado, os componentes diferenciais são negativos para a maioria das regiões, revelando ausência de vantagens locacionais em diversas microrregiões baianas.

Palavras-chave


Agropecuária baiana; Indicadores de análise espacial e regional; Shift-share

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.