O PAPEL DA COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ESTADO DO PARANÁ


Resumo


As empresas, em geral, buscam na inovação a fonte de vantagem competitiva e algumas, para isso, buscam na cooperação um meio de aumentar a sua capacidade de desenvolver inovações. No âmbito das Micro e Pequenas Empresas (MPEs), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) criou o Programa Agentes Locais de Inovação (ALI),principalmente com o objetivo de identificar oportunidades de inovação para as empresas participantes, sensibilizá-las sobre a importância da inovação e colaborar com o desenvolvimento regional de todos os estados do país. Nesse programa, é utilizado o Radar da Inovação da MPE do SEBRAE, que indica treze dimensões nos negócios pelas quais a empresa pode inovar. O objetivo deste trabalho foi verificar, para setores específicos de atividades, se empresas com e sem parcerias possuem diferenças significativas em relação às dimensões do Radar da Inovação inicial, denominado R0. No total, 1069 empresas que aderiram ao programa em 2012 e 2013 compõem a amostra do estudo. Essas empresas estão localizadas em diferentes cidades do estado do Paraná e pertencem aos setores da agroindústria, construção civil, metal mecânico, moveleiro, software, turismo, varejo e vestuário. Na análise dos dados, de cunho quantitativo, foram aplicados o teste de normalidade (Kolmogorov-Smirnov) e o teste de diferenças de duas condições independentes (Mann-Whitney). Os resultados obtidos comprovaram que há diferenças significativas entre empresas com e sem parcerias no tocante aos resultados levantados no Radar de Inovação das MPEs.

Palavras-chave


Inovação; Parcerias; Cooperação; Radar da Inovação; Micro e Pequenas Empresas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.