PARTICIPAÇÃO SOCIAL, DEMOCRACIA DELIBERATIVA E TICS: UMA ANÁLISE DO COREDE MISSÕES PELA CONSULTA POPULAR NO PERÍODO 2005-2010

Luis Cláudio Villani Ortiz, Emerson Juliano Lucca, Erica Karnopp, Ronaldo Leão de Miranda

Resumo


O presente artigo pautou-se pelo objetivo de avaliar o nível de participação quantitativa do missioneiro gaúcho nos processos democráticos participativos de planejamento regional que, no caso do Rio Grande do Sul (RS), é constituído pela denominada Consulta Popular. Complementarmente, busca conhecer o nível de utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) nesse tipo de processo democrático. Para tanto, exigiu um passeio sobre as principais teorias que abordam a questão das democracias deliberativas, entendendo como elas fortalecem e impõem novos desafios no processo de planejamento territorial e ressaltam como só um processo descentralizado de planificação pode efetivamente expressar as tensões e coesões daqueles que realmente constroem seu espaço. Através do estudo, verificou-se que, na região das Missões do RS, o processo democrático participativo é significativo, com boa atuação da sociedade, contudo, a utilização ainda é tímida e as limitações de infraestrutura não são limitantes à participação dos agentes que constroem seu território.

Palavras-chave


Planejamento Territorial; Democracia Participativa; TICs; Consulta Popular

Texto completo:

PDF