TICs NA AGRICULTURA FAMILIAR: OS USOS E AS APROPRIAÇÕES EM REGIÕES DO SUL DO BRASIL

Ângela Cristina Trevisan Felippi, Cidonea Machado Deponti, Mizael Dornelles

Resumo


O artigo faz a aproximação entre duas pesquisas que investigam o uso e as apropriações das tecnologias da informação e da comunicação (TICs) no contexto da agricultura familiar, com destaque para a nova mídia (computador, celular e internet). O recorte espacial é feito a partir de duas regiões do estado do Rio Grande do Sul - Brasil, a Microrregião de Santa Cruz do Sul e a região do COREDE Vale do Caí. Ambas as pesquisas desenvolvem-se a partir do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UNISC, RS, e, embora com propostas distintas, preocupam-se com os processos de inclusão digital das populações rurais. As investigações são qualitativas, sendo a realizada na Microrregião de Santa Cruz do Sul de caráter sócio antropológico, envolvendo visitas a sete famílias, com aplicação de formulário sociocultural individual e familiar e entrevista semiestruturada individual, elaboração de diários de campo e de registros fotográficos. A pesquisa realizada no Vale do Caí apoiou-se em um Piloto composto por dez famílias de agricultores familiares. A seleção deste Piloto foi intencional, portanto não probabilística. Dentre as atividades realizadas destacam-se: aplicação de um roteiro semiestruturado; realização de oficinas de integração; construção coletiva de planilhas eletrônicas (Excel) de gestão da propriedade rural; e, acompanhamento dos agricultores para monitoramento e para auxílio ao processo de registro das informações. As pesquisas encontram relação nos resultados preliminares, que identificam os usos predominantes das TICs para o lazer em detrimento dos fins relacionados à atividade produtiva e apontam para uma apropriação ainda parcial dessas tecnologias.

Palavras-chave


Tecnologias da Informação e de Comunicação; Rural; Agricultura Familiar; Consumo; Apropriações

Texto completo:

PDF