UMA ANÁLISE DA POBREZA MULTIDIMENSIONAL DOS ESTADOS BRASILEIROS: CONSTRUÇÃO DO ÍNDICE FUZZY

Luana Santos Fraga, Reisoli Bender Filho, Daniel Arruda Coronel, Kelmara Mendes Vieira

Resumo


O estudo objetivou analisar o nível de pobreza multidimensional dos 27 estados brasileiros a partir da aplicação da Teoria de Fuzzy Sets (TFS), considerando as dimensões alfabetização, mortalidade infantil, condições habitacionais e renda. Como resultado obteve-se que os estados situados na região norte do país apresentam os menores níveis de pobreza multidimensional, enquanto os estados da região nordeste e sudeste apresentam os maiores níveis. Ademais, foi observado que existem diferenças importantes nos resultados da análise de pobreza segundo o indicador utilizado, unidimensional (renda) ou multidimensional, e as dimensões que exerceram maior impacto no Índice Fuzzy de Pobreza Multidimensional (IFPM) foram mortalidade infantil e renda. Com isso, pode se inferir que avaliar a pobreza apenas pela ótica da renda é um método incompleto e que deixa de lado informações importantes sobre o universo em que estão inseridos os diferentes indivíduos.

Palavras-chave


Regiões Brasileiras; Pobreza Multidimensional; Índice Fuzzy

Texto completo:

PDF