QUALIDADE DE VIDA DO AGRICULTOR FAMILIAR E SUA RELAÇÃO COM A DENDEICULTURA: ESTUDO DE UMA COMUNIDADE RURAL NO MUNICÍPIO DE MOJU, PA

Amanda Madalena da Silva Gemaque, Norma Ely Santos Beltrão, Michelle de Oliveira Borges Mesquita, Hélio Raymundo Ferreira Filho

Resumo


Este estudo apresenta um tipo de arranjo produtivo entre uma grande empresa produtora de óleo de palma e pequenos agricultores e teve como objetivo avaliar os fatores pertinentes à relação entre a qualidade de vida dos agricultores e a adoção da cultura do dendê, a partir da experiência de uma comunidade rural localizada no município de Moju, estado do Pará. Foram realizadas entrevistas com 33 famílias participantes de um projeto do PNPB – Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel na comunidade Calmaria II. Análises descritiva, fatorial e de regressão logística foram conduzidas para avaliar os fatores que explicam a relação entre a qualidade de vida dos agricultores e a adoção da cultura do dendê. Os resultados indicaram que a análise fatorial e a regressão logística se mostraram adequados para apontar fatores que podem identificar se houve relação entre a participação deste arranjo produtivo do dendê e a qualidade de vida dos agricultores, e que os fatores segurança alimentar e hídrica, conforto material, dependência econômica e acesso a serviços públicos foram capazes de explicar esse relacionamento. Como conclusão, tem-se que a participação no PNPB apresenta impacto positivo apenas no aumento de renda, sendo que os outros fatores dependem, em grande parte, de aspectos externos. Portanto, a partir de uma análise multidimensional da qualidade de vida, seriam necessárias políticas complementares voltadas à melhoria do acesso a serviços básicos, como educação e saúde, entre outros, que juntos poderiam potencializar o objetivo de inclusão social proposto pelo PNPB.

Palavras-chave


Dendê; Agricultura familiar; Inclusão social; Desenvolvimento rural; Análise multidimensional

Texto completo:

PDF