ORGANIZAÇÃO E DIVERSIDADE DOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE AGRICULTORES FAMILIARES INTEGRADOS À AGROINDÚSTRIA DE DENDÊ NO NORDESTE PARAENSE

Edfranklin Moreira da Silva, Lívia de Freitas Navegantes Alves

Resumo


Este artigo analisa a organização interna e a diversidade de sistemas
de produção familiares integrados à agroindústria do dendê no
Nordeste Paraense. Foram entrevistados 162 agricultores familiares
integrados às agroindústrias de dendê nessa região. Identificaram-se
cinco tipos de sistemas de produção familiares com a cultura do dendê.
Há uma tendência à especialização na dendeicultura, em detrimento
do cultivo de mandioca. Isso acontece na medida em que se reduz a
disponibilidade de mão de obra e de terra destinando esses fatores
para a dendeicultura. Os agricultores apontam que escolhem a
dendeicultura por ser uma atividade estabelecida por contrato, que
garante a compra e escoamento da produção, e por ter apoio da
assistência técnica das empresas dendeícolas. Conclui-se que a
dendeicultura é percebida pelos agricultores como uma oportunidade
de desenvolvimento.


Palavras-chave


Agricultura familiar; Integração produtiva; Dendeicultura; Estabelecimento agrícola; Amazônia.

Texto completo:

PDF