SISTEMAS REGIONAIS DE INOVAÇÃO: DIMENSÕES E ESPECIFICIDADES DA ESTRUTURA CIENTÍFICO-TECNOLÓGICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rafael Morais Pereira, Humberto Rodrigues Marques, Marcelo de Oliveira Garcia, Rodrigo Gava

Resumo


O objetivo deste artigo foi analisar a estruturação para a inovação do estado de Minas Gerais, mapeando as instituições que atuam em prol da inovação no estado. Metodologicamente, foi utilizada uma abordagem qualitativa, de cunho descritivo e, como modelo teórico-operacional, consideraram-se as dimensões dos sistemas regionais de inovação apresentadas por Sousa Júnior (2014): científica, tecnológica, intermediação, capacitação e gestão empresarial, financiamento e governança. Os resultados demonstraram o quão complexa e diversa é a estrutura mineira para a inovação, com a identificação de 61 instituições. Os principais aspectos constatados foram a representatividade da dimensão científica; a presença de diferentes áreas de atuação; o reconhecimento de objetivos comuns e, por fim, ressaltou-se as redes de pesquisa científica. Concluiu-se que há uma pluralidade de instituições, o que sugere atenção sobre a interatividade no sistema, visto que os agentes atuam diante de objetivos comuns, mas atuam de forma típica em relação às suas áreas de atuação.

Palavras-chave


Sistemas Regionais de Inovação. Estrutura Científico-Tecnológica. Minas Gerais.

Texto completo:

PDF