UMA ANÁLISE DAS VANTAGENS COMPETITIVAS DE UM TERRITÓRIO A PARTIR DO MODELO DIAMANTE DE PORTER: O CASO DO APL METALMECÂNICO PÓS COLHEITA DE PANAMBI/CONDOR - RS

Lucinéia Felipin Woitchunas, Jorge Oneide Sausen, Lurdes Marlene Seide Froemming, Dieter Rugard Siedenberg

Resumo


A relação entre competividade empresarial, agrupamento de empresas e desenvolvimento de um território já vem sendo estudada há muito tempo. Neste artigo, o objetivo é analisar o modelo teórico do Diamante de Porter sob o caso específico do Arranjo produtivo Local - APL Pós Colheita Panambi/Condor-RS, de maneira a identificar quais determinantes da vantagem competitiva apresentados no modelo se fazem presentes no arranjo e como eles são percebidos. A pesquisa teve caráter exploratório e descritivo e o tratamento dos dados com um viés mais qualitativo. Foram resgatados estudos publicados sobre competitividade empresarial e desenvolvimento – em destaque o modelo Diamante proposto por Porter - e a realidade do APL Metalmecânico Pós-Colheita e analisados os resultados apresentados, especialmente os do site do APL, do Relatório decenal realizado pelo DIEESE-2014, relatório da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Inovação – AGDI e livro apresentando o Planejamento Estratégico do APL, publicações estas disponibilizadas tanto por meio impresso quanto eletrônico. Ainda, foi encaminhado um questionário eletrônico às empresas que integram o APL, realizada uma entrevista com um membro do Comitê Gestor e outra com a gestora da Criatec/Incubadora Unijuí. Os resultados mostram que o modelo diamante de Porter pode servir como instrumento de análise, a considerar o contexto do APL estudado. Pode-se concluir que o arranjo pode ser visualizado nas três primeiras etapas, quais sejam: na fase impulsionada por fatores, na fase impulsionada pelo investimento e na fase impulsionada pela inovação. Já na fase impulsionada pela riqueza, não se percebe claramente que o APL encontre-se nessa etapa.

Palavras-chave


Desenvolvimento. Vantagem competitiva. Arranjo Produtivo Local.

Texto completo:

PDF