CAPITAL SOCIAL DA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE CARAGUATATUBA - SP E A SUA RELAÇÃO COM O DESENVOLVIMENTO SOCIAL E ECONÔMICO

Moacir José dos Santos, Edson Trajano Vieira, Divina Fátima dos Santos

Resumo


O município de Caraguatatuba, localizado no litoral norte de São Paulo apresentou nas últimas décadas significativo crescimento populacional e expansão das atividades econômicas. Os dados sociais e econômicos do município indicam descompasso entre o crescimento econômico e o desenvolvimento, com a desigualdade territorializada mediante a divisão socioeconômica em áreas com maior carência de recursos. No artigo adota-se a premissa da pertinência de fatores não econômicos para a efetivação de processos de desenvolvimento econômico e social, como o conceito de capital social. O objetivo do artigo é apresentar a caracterização do processo de desenvolvimento de Caraguatatuba a partir dos resultados da aplicação de um instrumento de pesquisa pautado em Grootaert et al. (2003), com margem de erro de 5% e índice de confiança de 95% com amostra compatível ao número de habitantes indicado no censo do IBGE (2010). Os resultados demonstram fragilidade das redes de relacionamento e reduzida capacidade de articulação entre os munícipes e de representação dos interesses coletivos perante o poder público. Conclui-se que a limitação das condições necessárias ao desenvolvimento decorre da contradição entre a insuficiência das políticas públicas e a escassa efetividade da população em se organizar para expressar suas demandas, por sua vez derivada da própria fragmentação gerada a partir da limitação das condições econômicas, culturais e sociais potencializadoras do capital social enquanto fator pertinente para a organização de redes de relacionamento.

Palavras-chave


Desenvolvimento social e econômico; capital social; Caraguatatuba.

Texto completo:

PDF