INDICAÇÃO GEOGRÁFICA COMO ESTRATÉGIA DE AGREGAÇÃO DE VALOR NA PRODUÇÃO DE FILÉ DE TILÁPIA: MAPEAMENTO DA REDE DE RELACIONAMENTO NO OESTE DO PARANÁ

Antonio Carlos Chidichima, Manoel João Ramos, Mônica Lady Fiorese, Aldi Faiden, Rui Manuel Manuel de Sousa Fragoso

Resumo


Esta pesquisa teve como objetivo mensurar a densidade de relacionamentos entre os atores da cadeia produtiva de filé de tilápia do oeste paranaense para identificar possíveis lideranças capazes de articular as relações, visando à melhoria da competitividade, mediante a implementação de uma possível estratégia de indicação geográfica. Os critérios adotados para a mensuração abrangeram a existência de troca de informações, compras conjuntas de matéria-prima e insumos, treinamento de mão de obra e outras relações entre os atores. A metodologia utilizada para mensurar as variáveis de relacionamento foi realizada via aplicação de software Ucinet, o qual permite avaliar as relações em rede e identificar a intensidade dos relacionamentos. O período de estudo foi compreendido entre janeiro a dezembro de 2016. Os resultados sugerem que há forte densidade de relacionamento, presença de lideranças e potencialidade para a coordenação de ações coletivas, ou seja, a região estudada reúne as condições necessárias para requerer a estratégia de IG, podendo com isso obter melhores ganhos econômicos e vantagens competitivas para o desenvolvimento da região.

Palavras-chave


Produção de pescado. Cadeia produtiva. Agroindústria. Indicação de procedência. Denominação de origem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.