Redes sociais e hierarquias na construção de processos solidários

Nerize Laurentino Ramos, Marilda Aparecida de Menezes

Resumo


A Articulação do Semiárido Paraibano (ASA Paraíba) se constitui na interdependência dos processos, experiências e atores sociais direcionados à convivência sustentável com a região semiárida. Abordamos, nesse artigo, as Redes sociais e hierarquias na construção de processos solidários, cuja perspectiva teórico-metodológica é orientada a pensar as novas articulações dos atores no semiárido paraibano. Analisamos o discurso institucional da ASA Paraíba, a demarcação do seu espaço de inserção política, através das práticas, discursos e articulações sociais e os significados das experiências e conhecimentos sociopolíticos, técnicos e organizativos para a convivência com o semiárido. Afirmamos, neste trabalho, a existência de uma rede hierárquica de atores sociais como representação de uma multiplicidade de instituições, atores e processos sociais, técnicos, políticos e graus variados de centralizações e descentralizações. Assim, o movimento dos atores sociais pode ser visto como uma combinação complexa de inserção social: capacitação, experimentação, mobilização social, análise e proposições políticas.

Palavras-chave


agricultura familiar; redes sociais; solidariedade; semiárido brasileiro

Texto completo:

PDF