Dinâmica urbana e pobreza: a favela como expressão da inclusão precária

Paulo Romano Reschilian

Resumo


Pretende-se analisar a produção de assentamentos precários qualificados como favelas, contextualizando-os no processo de construção social da paisagem urbana, caracterizado por mecanismos de inclusão precária e cuja perspectiva de investigação remete à necessidade de identificar elementos que contribuam para a formulação de uma análise multidimensional do fenômeno. Parte-se do pressuposto de que a favela insere-se como indicativo do processo de urbanização típica do capitalismo periférico, em áreas ou regiões metropolitanas e cidades médias brasileiras, cuja organização do território permite visualizar a dimensão de precarização propiciada pelas formas de inclusão que configuram a constituição de um imaginário social e elementos culturais que se constroem nesse cenário de desigualdade.

Palavras-chave


urbanização periférica, favela, inclusão precária, desigualdade, território

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.