Biodiesel de pinhão manso (Jatropha curcas L.) em países emergentes: alternativa para o desenvolvimento regional

Willian José Ferreira, Getulio Teixeira Batista, Cristina Maria de Castro, Antonio Carlos Pries Devide

Resumo


O pinhão manso (Jatropha curcas L.) tem encontrado obstáculos que dificultam seu sucesso como matéria-prima alternativa ao abastecimento da indústria do biodiesel. Estas barreiras puderam ser observadas por meio de um estudo de caso envolvendo o Brasil e a Índia, países com crescimento econômico destacado na última década, que possuem políticas para o biodiesel já estruturadas e pesquisas em andamento com a espécie. Há necessidade de estudos em toda cadeia produtiva, envolvendo aspectos agronômicos e tecnológicos. A possibilidade de incorporar áreas degradadas à agricultura para a produção de energia surge como grande atrativo e outras vantagens aparecem sob a ótica social, centrada na agricultura familiar. Concluiu-se que o êxito do pinhão manso nestes países está condicionado principalmente à caracterização das áreas de plantio e aos subsídios e incentivos destinados aos atores envolvidos no processo, especialmente, para que se evidenciem avanços na área de melhoramento genético, com a oferta de novos cultivares.

Palavras-chave


bioenergia; política; agricultura familiar; energia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.