A coopetição entre produtores familiares na cadeia produtiva do leite no oeste catarinense

Natália Carrão Winckler, Tania Steren dos Santos, João Armando Dessimon Machado

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar relações de cooperação e competição entre produtores familiares da cadeia produtiva do leite e outros agentes no Oeste Catarinense. A partir de entrevistas com produtores rurais, desenharam-se as suas Redes de Valor formadas por seus clientes, competidores, fornecedores e complementadores, como sugere a Teoria da Coopetição. Nesta teoria, diversos agentes podem cooperar e competir ao mesmo tempo, garantindo benefícios mútuos e individuais em jogos de negócios. Realizou-se análise de conteúdo das entrevistas e das relações entre os produtores e os agentes da sua Rede de Valor. Verificou-se que competição e cooperação ocorrem simultaneamente em situações de complementaridade, como formação de preço, linhas de coleta de leite e grupos comunitários. A cooperação entre produtores ocorre principalmente nas cooperativas, enquanto a competição se dá devido ao preço, quantidade e qualidade do leite.

Palavras-chave


Cadeia produtiva do leite; cooperação; competição; coopetição; agricultura familiar

Texto completo:

PDF