Análise dos atributos das transações e estruturas de governança do setor apícola de Mato Grosso do Sul

Tathiane Marques Dorneles, Erlaine Binotto, Heloiza Cristina Holgado Silva, Wesley Osvaldo Pradella Rodrigues

Resumo


O estado de Mato Grosso do Sul (MS) possui um grande potencial para a expansão da apicultura, no entanto, a cadeia produtiva do mel tem enfrentado uma série de dificuldades para o seu desenvolvimento, algumas delas ligadas à conduta dos agentes e aos riscos associados às transações. A Economia dos Custos de Transação e a Economia das Convenções oferecem um referencial teórico para identificar e analisar as estruturas de governança e as principais convenções existentes na cadeia produtiva em estudo. Neste sentido, o objetivo deste artigo é verificar se as características das transações e os pressupostos comportamentais dos agentes envolvidos estão alinhados com a estrutura de governança utilizada no setor apícola do estado. Para tanto, foram realizadas entrevistas com presidentes da associação de apicultores dos municípios de Campo Grande, Jardim e Bela Vista. As informações coletadas permitiram descrever a percepção dos agentes diante dos atributos das teorias utilizadas. Os resultados indicaram que os produtos apícolas constituem ativos específicos, bem como evidenciaram que a associação desempenha um papel de destaque no compartilhando de informações, estando diretamente relacionada à racionalidade limitada dos agentes envolvidos. O oportunismo não se revelou nas transações analisadas e notou-se a pouca incerteza nessas transações. Em decorrência, percebe-se que as transações são baseadas na confiança, por isso os contratos informais prevalecem. Observou-se a relevância das normas de comportamento, conduta, tradições e reputação fundamentadas na honestidade e em experiências passadas, que permitem uma elevada frequência nos relacionamentos a longo prazo.

Palavras-chave


Apicultura; Custos de Transação; Estruturas de Governança; Economia das Convenções

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X