Gestão e desenvolvimento regional a partir das relações econômicas agrícolas no polo Marabá: um estudo da estrutura relativa do FNO (2002/2010)

Fabricio Quadros Borges

Resumo


Este estudo objetiva apresentar uma discussão sobre o potencial de desenvolvimento das relações econômicas de base agrária do Pólo Marabá (PA), a partir da evolução da estrutura relativa dos recursos creditícios do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte - FNO. O método de investigação baseou-se na avaliação dos Relatórios de Gestão do FNO, exercícios de 2006 e 2010 e do Relatório de consultoria intitulado Conformação e dinâmica da economia de base agrária do Pólo Marabá, a partir de três eixos de análise: competitividade global, multiplicador de renda e concentração de renda. A investigação concluiu que a gestão do FNO possui uma estratégia confusa e pouco comprometida com a promoção do desenvolvimento do Pólo, na medida em que não se verificam investimentos na agricultura familiar, base produtiva na Amazônia, deixando o fundo creditício vulnerável às inclinações utilitárias e oportunistas que as administrações locais tendem a favorecer. Neste sentido, verificou-se uma diminuição da competitividade global do Pólo, uma redução dos multiplicadores e um aumento da concentração da renda, além da expansão da relação de propriedade da terra vigente.

Palavras-chave


Relações econômicas; Agricultura; FNO; Pólo Marabá; Sustentabilidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X