A economia cafeeira no Vale do Paraíba paulista na República Velha: uma avaliação

Fábio Ricci

Resumo


O artigo apresenta, com base em bibliografia e documentação uma interpretação de como, em que pese ser a produção cafeeira no vale do Paraíba Paulista decadente, a política de valorização do café manteve um fluxo de capital para a região suficiente para a manutenção das atividades econômicas e de uma estrutura física e de capitais acumulados que se direcionaram para as atividades manufatureiras e industriais, em particular o setor têxtil. A proximidade com os dois principais centros urbanos do país, São Paulo e Rio de Janeiro, os meios de transporte, a disponibilidade de mão-de-obra foram outros fatores que auxiliaram na formação urbano industrial do Vale do Paraíba paulista, auxiliando na transição da economia cafeeira para a economia urbano-industrial.

Palavras-chave


Convênio de Taubaté, Economia cafeeira, Vale do Paraíba.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X