Arranjos institucionais em comunidades tradicionais do Paraná: caso do Faxinal do Taquari

Olivier François Vilpoux

Resumo


O Sistema Faxinal é uma forma de organização da agricultura familiar específica da região centro-sul do Paraná. Ele se caracteriza pela presença de uma área comunitária de preservação ambiental e criação animal, denominada “criadouro” e de terras cultivadas individuais, ou terras de “plantar”. Esse modo de vida encontra-se ameaçado, principalmente com o desaparecimento do uso coletivo da terra no “criadouro”. A pesquisa busca compreender os arranjos institucionais no faxinal do Taquari dos Ribeiros, no Sul do Paraná, para explicar a evolução dessa Comunidade. As informações foram coletadas a partir de entrevistas semiestruturadas com as 82 famílias do faxinal. O modelo de análise adotado integra as variáveis utilizadas na Nova Economia das Instituições com a abordagem da Sociologia Econômica. Os resultados indicam a redução do papel econômico da área do “criadouro”, considerado por alguns moradores do faxinal como um fator limitante para o crescimento da produção agrícola. Além da importância econômica, o desejo de preservar a cultura tradicional é um aspecto importante a ser considerado. A preservação passa pela existência de normas internas eficientes, no entanto, o respeito a essas normas diminui na população mais jovem, justamente a menos interessada na preservação da tradição e mais atraída por atividades econômicas. O enfraquecimento das instituições informais exige ações formais, como a criação de Reservas de Uso Sustentáveis, onde os moradores se comprometem em manter seu modo de vida e conservar o ambiente. No entanto, a eficiência dessa política pública depende de sua implantação efetiva pelos Governos Federal e Estadual, o que ainda não ocorreu.

Palavras-chave


Nova Economia das Instituições; Sociologia Econômica; Instituições Formais; Instituições Informais; Comunidades Tradicionais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X