Biodiversidade e relações sociais na Amazônia

Marcionila Fernandes, Rosa Elizabeth Acevedo Marin

Resumo


O objetivo deste trabalho é buscar compreender as relações sociais que envolvem a coleta e extração de produtos das florestas amazônicas,e identificar em que medida as populações detentoras do saber etnobotânico se inserem socialmente. Analisa-se, entre outras questões, contratos de empresas extratoras Glaxo Wellcome S.A .,Extracta Moléculas Naturais Ltda e Beraca/Brasmazon – Indústria de Oleaginosas e Produtos da Amazônia e o envolvimento da comunidade local, na coleta e extração de produtos da biodiversidade. Parte-se do pressuposto de que, embora as comunidades rurais, indígenas e outras, lutem pela sua autonomia e auto determinação, de um modo ou de outro, essas comunidades estabelecem fluxo e intercâmbio com toda a sociedade global e sua lógica de acumulação, mesmo que não seja esse o propósito dos referidos grupos, nem tampouco das ONGs que lhes orientam.

Palavras-chave


saber etnobotânico, relações sociais, biodiversidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X