Contrastes Regionais que fazem Diferença no Rio Grande do Sul: Capital Social e Desempenho Institucional

Everton Rodrigo Santos, Jucelaine Bitarello, Sandra Montardo, Valdir Pedde

Resumo


Este artigo tem como objetivo principal compreender os mecanismos que permitem aos governos locais realizarem seus propósitos, como construir estradas, educar as crianças ou mesmo promover o desenvolvimento de maneira satisfatória. A partir da revisão da bibliografia especializada, construímos uma episteme que possibilite compreender o desempenho do Estado em suas implicações institucionais formais em si (neo-institucionalismo), bem como, suas implicações com os padrões valorativos (cultura política) que dêem sustentação a estas (“os circuitos endógenos de mútua determinação”). Assim, o conceito de capital social (CS) constitui-se na referência central deste artigo. A metodologia utilizada recolhe resultados do Grupo de Pesquisa em Desenvolvimento Regional/CPP FEEVALE de 2007 e do projeto “Capital Social e Desenvolvimento Regional: a importância do capital social no desenvolvimento territorial do COREDE Nordeste”, de 2004. Ambos Surveys aplicados nos COREDES Vale do Rio dos Sinos e Nordeste totalizando 1206 questionários, com erro amostral de 4% e confiança de 95%.

Palavras-chave


capital social; desenvolvimento regional; desempenho institucional e democracia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X