O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL EM RIO VERDE (GO) NA PERSPECTIVA DA NOVA ECONOMIA INSTITUCIONAL

Renata Maria de Miranda Rios Resende, Marcio Caliari, Alcido Elenor Wander

Resumo


Utilizando um estudo de caso, este trabalho teve como objetivo identificar se a estrutura de governança baseada em contrato do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) é bem-sucedida em Rio Verde, Goiás, Brasil, detectar possíveis atitudes oportunistas entre os participantes da cadeia de biodiesel do município; verificar a presença do atributo de frequência da transação e se gera lealdade entre as partes; e identificar a percepção das partes em relação à eficiência dos contratos. Duas cooperativas agrícolas de agricultores familiares do município (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Goiás - FETAEG) e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Verde (Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Verde) )), representantes de quatro das cinco empresas que atuam no setor de biodiesel da cidade e que receberam o Selo Combustível Social (SCS) e 43 agricultores familiares em Rio Verde pertencentes ao PNPB participaram desta pesquisa ( definida a partir de uma amostra intencional não probabilística). Constatou-se que a governança utilizando contratos não conseguiu limitar possíveis ações oportunistas no município. Foi identificada incerteza por parte dos produtores quanto à sua lealdade a cooperativas e empresas como resultado de experiências anteriores desfavoráveis, principalmente em relação ao preço cobrado por determinadas empresas. Finalmente, o contrato, embora ofereça garantias, pode ser adverso para o produtor.


Palavras-chave


PNPB. Agricultura familiar. Custos de transação. Contratos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X