PRÁTICAS PRODUTIVAS AGROECOLÓGICAS EM COOPERATIVAS AGRICOLAS FAMILIARES NA PROVÍNCIA DE ALICANTE (ESPANHA): UMA DISCUSSÃO SOBRE SUSTENTABILIDADE

Elizabete Maria da Silva, José Daniel Gómez López, Michel Angelo Constantino de Oliviera, Antonia Railda Roel

Resumo


Este artigo analisou a sustentabilidade ambiental das práticas ecológicas desenvolvidas por cooperativas agroalimentares na província de Alicante, Espanha. A pesquisa realisada parte do princípio que a sustentabilidade tem se tornado uma exigência global, sendo que muitas das discussões sobre a sustentabilidade recaem também nas questões econômicas e sociais do setor agrário. Foram visitados dezesseis (16) grupos cooperativos, na provincia de Alicante, Espanha, no ano de 2015. O instrumento utilizado para coleta de dados foi um questionário, sendo esse respondido por funcionários ocupando altos cargos de gestão nos grupos cooperativos analisados. O objetivo foi compreender o processo oganizacional dos empreendimentos entrevistados, bem como as motivações para a produção de alimentos de uma forma mais respeitosa com o meio ambiente. Os resultados demonstraram que as motivações principais, para a adoção da produção agroecológica, são de cunho ideológicos e econômico, porém com pouco apoio do setor público. Concluiu-se que essas práticas, por não serem prioridades política na reigião alvo da pesquisa, não são sustentáveis, apesar de todo o potencial existente tanto econômico, social e ambiental para contribuirem com a manutenção do modo de vida agricola familiar.

Palavras-chave


Cooperativas. Produção ecológica. Agroecologia. agricultores familiares.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X