Mudanças curriculares: uma análise dos conflitos entre academia e conselhos profissionais

Rubens de Oliveira Martins

Resumo


Este artigo analisa o processo de discussão das mudanças curriculares de cursos de graduação, iniciado em 1997 pelo Ministério da Educação, especificamente nas áreas em que há regulamentação do exercício profissional definido na legislação. A partir do texto da legislação educacional e dos discursos dos conselhos profissionais, pretende-se identificar os impasse, conflitos e consensos possíveis entre estes conselhos profissionais e instituições de educação superior, bem como refletir sobre a permanência de atitudes corporativas nas áreas profissionais que podem criar obstáculos ao desenvolvimento de propostas de formação inovadora na educação superior.

Palavras-chave


educação superior, currículos, profissões.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X