OS GRUPOS DE PESQUISA, SUAS REDES DE CONHECIMENTO E A INTERAÇÃO UNIVERSIDADE-EMPRESA NO CENÁRIO BRASILEIRO

Rodrigo Müller, Faimara do Rocio Strauhs

Resumo


Transformações na sociedade impulsionam pessoas e organizações a buscarem novas formas de conviver, trabalhar e compartilhar dados, informações e conhecimentos. Permeando estes processos, as universidades e seus grupos de pesquisa, enquanto polos de produção de conhecimentos científicos, possuem papel de destaque no compartilhamento de conhecimentos com a sociedade, em especial com o ambiente empresarial. Dessa forma, este estudo aborda os grupos de pesquisa brasileiros e a formação de Redes de Conhecimento destes com outras empresas, no escopo da interação universidade-empresa no cenário nacional. O objetivo principal é investigar as características das Redes de Conhecimento formadas entre universidades e empresas a partir da ótica dos grupos de pesquisa no Brasil. A pesquisa foi conduzida sob uma metodologia baseada em métodos mistos de coleta e análise dos dados, contando com a participação de 50 líderes de grupos de pesquisa brasileiros que trabalham com questões voltadas para a interação e a cooperação entre universidades e empresas. Os resultados principais indicam que, sim, existem Redes de Conhecimento formadas entre universidades e empresas no cenário nacional. No entanto, as características dessas redes indicam uma abrangência pequena em termos geográficos e um estágio inicial de estruturação dessas parcerias, uma vez que muitas redes ainda se constituem de maneira informal. Outro dado relevante diz respeito às iniciativas das parcerias dentro da amostra estudada que indicam as universidades como os atores que buscam e iniciam as parcerias, o que pode revelar um baixo interesse ou nível de confiança das empresas sobre pesquisadores e ambientes de pesquisa.

Palavras-chave


Redes de Conhecimento. Interação Universidade-Empresa. Grupos de Pesquisa no Brasil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X