PERFIL E DINÂMICA DOS MERCADOS DE TRABALHO EM CIDADES MÉDIAS NO RIO GRANDE DO SUL: UMA ANÁLISE A PARTIR DE CAXIAS DO SUL E SANTA CRUZ DO SUL

Marco André Cadona, Elbe Marques Belardinelli

Resumo


O artigo analisa dinâmicas de precarização do trabalho presentes em cidades médias do Rio Grande do Sul. Toma-se como referência empírica duas cidades médias do Rio Grande do Sul, Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul, para, então, analisar como a dinâmica de desenvolvimento do capitalismo no Brasil a partir de 2011 repercutiu nos empregos e nas condições de empregabilidade das pessoas que trabalham nas cidades médias gaúchas. A partir de uma perspectiva de análise que atenta para a historicidade e para as contradições presentes nos mercados de trabalho, dados do CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego, sustentam a tese de que os mercados de trabalho das cidades médias investigadas expressam dinâmicas de precarização do trabalho, manifestas essas através da insegurança nos empregos, nas trajetórias de ocupação, na renda, nas formas de proteção legal aos trabalhadores.

Palavras-chave


Cidades médias. Mercados de trabalho. Trabalho. Precarização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X