GOVERNANÇA TERRITORIAL E DESENVOLVIMENTO1: UM ESTUDO DO CIRCUITO DAS ÁGUAS PAULISTA E ARRANJO/CIRCUITO DAS MALHAS DO SUL DE MINAS

Lucas Labigalini Fuini, Bernadete Aparecida Caprioglio de Castro

Resumo


O presente artigo busca analisar a dinâmica territorial do desenvolvimento vinculada a diferentes estratégias de governança local de políticas públicas no Brasil, tratando, em específico, dos circuitos turísticos e dos arranjos produtivos locais. A pesquisa se coloca como continuidade de outros trabalhos sobre governança territorial durante os últimos dez anos e que mostraram que, apesar da disposição e do incentivo, por meio dos dispositivos constitucionais, por maior participação e prática do diálogo e cooperação entre níveis federativos e entre atores públicos, privados e mistos, o modelo de tomada de decisões ainda se pauta, em grande medida, em interesses eleitorais de curto prazo e no perfil fisiológico das alianças político-partidárias. Desse modo, pretendemos atualizar esse quadro, no avançar do século XXI e com um processo democrático já consolidado no país, definindo um panorama sobre o contexto territorial e de governança, avaliando o perfil dessas estruturas de governança em cenário de crise econômica e mudanças políticas. Posto isso, este estudo está apoiado em um referencial teórico híbrido, estruturado em metodologia de levantamento de dados estatísticos e pesquisa de campo para análise qualitativa de entrevistas com atores locais, visando classificar o perfil da governança e seus níveis de efetivação nos territórios analisados.

Palavras-chave


Governança. Território. Desenvolvimento. Arranjos produtivos. Circuitos turísticos.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X