PRÁTICAS DE INOVAÇÕES AGROECOLÓGICAS: ANÁLISE DA AGRICULTURA FAMILIAR NO OESTE DO PARANÁ/BRASIL

Guillermo Díaz- Villavicencio, Raimundo Oliveira Soares

Resumo


Atualmente, a agricultura familiar (AF) está passando por um momento de interesse mundial no fomento de políticas públicas que promovam esse tipo de produção, e que colaborem para a diminuição da pobreza, para o aumento do desenvolvimento econômico e a para a segurança alimentar, além disso é essencial associar a AF com as práticas de inovações, para avançar em estruturas de políticas públicas que potencializem a ecologização produtiva. Esta pesquisa tem como objetivo analisar a influência das práticas de inovações no desenvolvimento da AF em famílias rurais da região Oeste do Paraná. Para isso, foi adaptado e complementado um questionário que contém 40 práticas de gestão em inovação. As práticas de gestão foram divididas a priori em 5 variáveis: estratégia, processos, organização, relacionamento e aprendizagem. A partir disso, foi verificada a influência que a inovação traz para questões científicas, tecnológicas, econômicas, ambientais, culturais e sociais, trazendo benefícios tanto para os produtores quanto para a comunidade em geral. Conclui-se com essa pesquisa que os produtores da região Oeste do Paraná estão cientes de que é necessário inovar para estar no mercado, porém é preciso um investimento maior na inovação, tanto em produtos quanto em processos que possam potencializar os negócios dos produtores.

Palavras-chave


Inovação. Agroecologia. Agricultura Familiar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X