UM ESTUDO DA GOVERNANÇA LOCAL DO APL DE MÓVEIS DO SUDOESTE DO PARANÁ

Marcos Junior Marini, Gilcindo de Castro Corrêa Neto

Resumo


As teorias do desenvolvimento endógeno valorizam as forças produtivas locais, a partir de um processo de articulação dos atores em uma perspectiva de um território como construção social, como ocorre com os Arranjos Produtivos Locais. Neste cenário, as práticas cooperativas implicam a necessidade de um sistema de governança local para a coordenação desse processo, atuando tanto na gestão do APL como na função de catalisador dos interesses comuns e na construção de sinergias coletivas. Diante do exposto, a presente pesquisa tem como objetivo analisar a condução da governança local do APL de Móveis do Sudoeste do Paraná. Como encaminhamento metodológico, utilizou-se do método de estudo de caso e a técnica de pesquisa de campo, com a aplicação de um questionário estruturado com os participantes do APL, incluindo dezenove empresários, cinco agentes de apoio e um representante da governança local. Os resultados da pesquisa demonstraram que apesar da existência deste arranjo produtivo há mais de uma década, apenas dois empresários atuaram na gestão do APL. Ademais, observa-se uma vacância desta função no último biênio (2016-2017), o que possivelmente contribuiu para os resultados insatisfatórios em todos os indicadores avaliados sobre a condução da governança local, mesmo considerando que os respondentes avaliaram os últimos cinco anos. Como encaminhamento, ressalta-se ainda que foi constatada uma movimentação dos empresários para a retomada da condução da governança local, o que sugere a replicação deste estudo após o cumprimento da nova gestão do APL.

Palavras-chave


Desenvolvimento Endógeno. Governança Local. APL de Móveis. Sudoeste do Paraná.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X