AVALIAÇÃO PRELIMINAR DO PROJETO DE INDICAÇÃO GEOGRÁFICA DO FEIJÃO-MANTEIGUINHA DE SANTARÉM

Rosiane de Sousa Cunha, Luciana Gonçalves de Carvalho

Resumo


Instigado pela originalidade de uma possível Indicação Geográfica (IG) no oeste do Pará e pelo seu potencial de gerar benefícios para agricultores locais, este artigo propõe uma avaliação preliminar do projeto de IG do Feijão-Manteiguinha de Santarém, uma variedade de Vigna unguiculata (L.) Walp cultivada nesse município. O exame das condições em que tal projeto está sendo gestado, realizado por meio de trabalho de campo etnográfico, permite identificar seus principais responsáveis e as respectivas formas de atuação, revelando potenciais e limites da proposta. Com efeito, há forte entusiasmo entre representantes dos setores público e privado envolvidos no projeto, mas falta absolutamente aos produtores locais conhecimento do assunto. Assim, restam inobservados importantes critérios para concessão e gestão da IG, já amplamente expostos e debatidos na literatura pertinente. Portanto, frente às exigências implicadas no empreendimento, conclui-se que o Feijão-Manteiguinha de Santarém ainda não está apto a receber tal sinal distintivo.

Palavras-chave


Vigna unguiculata (L.) Walp. Feijão-Manteiguinha de Santarém. Indicação geográfica. Sinais distintivos. Santarém, Pará, Brasil.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X