EFEITO DA ORIENTAÇÃO EMPREENDEDORA SOBRE A PERFORMANCE ORGANIZACIONAL

Rodrigo Marques de Almeida Guerra, Roberta Gizelle Macedo Alves Farinha, Iuri Leonan, Maria Emília Camargo

Resumo


A relação entre Orientação Empreendedora (OE) e Performance Organizacional (PO) ainda é bastante discutida em publicações nacionais e internacionais da área de empreendedorismo e estratégia organizacional. No entanto, o tipo de efeito pode ser diverso dependendo do contexto analisado. O objetivo desse artigo é investigar a força da relação entre as dimensões da OE e o efeito direto da OE sobre a PO. A pesquisa survey reuniu 252 respostas obtidas por um questionário do tipo Likert de cinco pontos. Os dados foram analisados a partir da Modelagem de Equações Estruturais, além de outros testes estatísticos que comprovaram o efeito positivo e significativo das hipóteses propostas. Os resultados sugerem avanços no desenvolvimento de novas pesquisas teórico-empíricas que indiquem modelos robustos de mensuração envolvendo as dimensões da OE e da PO. O desenvolvimento da região foi influenciado pela cultura europeia, de vocação empreendedora e de empresas com atributos de proatividade, inovatividade e competitividade. Como contribuição, esse estudo demonstra o efeito positivo da OE sobre a PO na perspectiva de funcionários de empresas de diversos portes e setores localizadas na região nordeste do estado do Rio Grande do Sul/RS.

Palavras-chave


Orientação empreendedora. Performance organizacional. Desenvolvimento regional. Estratégia organizacional. Empreendedorismo.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X