Café e Ferrovias à época do Convênio de Taubaté

Flávio Azevedo Marques de Saes

Resumo


Neste artigo procuramos mostrar que, à época do Convênio de Taubaté (1906), as relações entre café e ferrovias já são bem mais complexas. Embora exista uma "solidariedade" fundamental (ambos dependem mutuamente um do outro), há também espaço para divergências e conflitos de interesses. O Convênio de Taubaté, por seus resultados, permitiu amenizar ou ocultar tais divergências e conflitos, embora eles permaneçam, dada a própria natureza da relação entre café e ferrovias.

Palavras-chave


Ferrovia, café, conflito de interesses.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X