GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES: UMA ANÁLISE DO INVESTIMENTO EM ATIVOS INTANGÍVEIS NAS MAIORES EMPRESAS BRASILEIRAS

Cristiano Moreira, Ricardo Rodrigues Barbosa

Resumo


As estruturas organizacionais evoluíram com o advento das novas tecnologias. Transações que antes eram oriundas da simples troca de mercadorias conhecida como escambo, hoje demandam uma estrutura totalmente interligada, na qual as informações são capazes de garantir uma posição estratégica para as empresas. Nesse contexto, surge o ativo intangível, isto é, bens incorpóreos capazes de fazer a diferença no desenvolvimento econômico nas empresas. Atualmente, as empresas podem levar essa informação para as demonstrações financeiras. Diante do exposto, o presente estudo buscou responder a seguinte indagação: as empresas com maiores ativos, listadas na bolsa de valores brasileira (B3), em 2017, têm o maior investimento em ativo intangível? A pesquisa é classificada como descritiva, de levantamento e predominantemente quantitativa, por meio de coleta de informações presentes nas demonstrações financeiras das empresas listadas na B3.O estudo obteve 439 demonstrações válidas das 444 possíveis, de modo que foi possível verificar, com o uso de ferramentas estatísticas, que ainda não existe um maior rigor na classificação, alocando-se a maioria das informações em uma conta mais genérica e ampla. Em um segundo momento, o estudo responde ao objetivo geral, com o auxílio de um modelo proposto de regressão múltipla, concluindo que o total investido em ativos por parte das empresas reflete o investimento em ativos intangíveis e tem relação com o valor da Receita Total.

Palavras-chave


Ciência da informação. Ativos intangíveis. Inovação. Tecnologia

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X