UMA AVALIAÇÃO PRELIMINAR DA RESILIÊNCIA DO TECIDO COMERCIAL DE PORTUGAL À PANDEMIA DO COVID-19

Pedro Guimarães

Resumo


A actual pandemia do Covid-19 tem produzido impactos profundos por todo o mundo. O confinamento e isolamento social surge em claro contraste com um mundo mais globalizado e móvel. Em termos económicos, esta situação levou ao fecho de várias empresas e a um número elevado de desempregados. Neste artigo vamos focarmo-nos no sector comercial que, no actual contexto, se debruça com desafios sem paralelo. O objectivo desta pesquisa é o de elaborar uma análise preliminar sobre a resposta dada pelo tecido comercial em Portugal para fazer face ao encerramento obrigatório de parte das empresas do comércio e ao dever de confinamento social. Uma análise elaborada durante o período em que as medidas estavam no seu expoente máximo permitiu-nos concluir que o direccionamento para o e-commerce tem sido uma estratégia de resiliência comercial utilizada para minimizar a redução do volume de vendas. A sustentabilidade temporal das medidas encetadas ainda está por apurar, na medida em que, embora cruciais para a resiliência dos estabelecimentos comerciais neste período de pandemia, é preliminar a obtenção de conclusões acerca do seu prolongamento no tempo.

Palavras-chave


Covid-19; Comércio; Resiliência; e-commerce; Resiliência comercial

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X