A TRANSPARÊNCIA DAS INFORMAÇÕES SOBRE A COVID-19 NOS MUNICÍPIOS CATARINENSES E SUA RELAÇÃO COM VARIÁVEIS SOCIOECONÔMICAS, POLÍTICAS E EPIDEMIOLÓGICAS

Ari Söthe, Monize Sâmara Visentini, Darlan Nei Writzl

Resumo


Este estudo objetivou verificar a relação das variáveis socioeconômicas, políticas e epidemiológicas e o Índice de Transparência das Informações – Covid (ITI-Covid) dos municípios do estado de Santa Catarina (SC). Para tanto, procedeu-se a um estudo quantitativo junto a uma amostra probabilística de 170 municípios. Os resultados, obtidos a partir da aplicação da correlação de Spearman entre o ITI-Covid e as dez variáveis das três áreas pesquisadas, indicaram associações significativas e predominantes do Índice com as variáveis socioeconômicas. Além disso, foram significativas as relações do ITI-Covid com a variável política de participação eleitoral e a variável epidemiológica número de novos casos da Covid-19. Conclusivamente, percebeu-se uma prevalência de as gestões públicas mais desenvolvidas propiciarem maior detalhamento das suas ações e investimentos quanto à Covid-19, possibilitando meios eficazes para o exercício do controle social. Além disso, também se pode verificar que há um maior interesse da população na busca de informações e na prestação de contas por parte dos gestores públicos conforme aumenta o número de casos da doença no respectivo município.

Palavras-chave


Coronavírus. Transparência. Correlação.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X