ANÁLISE SISTÊMICA TEMPORAL DE DUAS COMUNIDADES EM ASSENTAMENTO RURAL NO ESTADO DO PARÁ, AMAZÔNIA BRASILEIRA

Higor Almeida da Silva, João Ricardo Vasconcellos Gama, Raimunda Nonata Monteiro

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar o potencial de uso dos recursos florestais madeireiros e não madeireiros e a produção agropecuária familiar das comunidades rurais São Mateus e Santo Antônio dos anos de 2008 e 2018. Foram avaliados os aspectos socioeconômicos e ambientais por meio de inventários florestais e com base em entrevistas semiestruturadas e pesquisas de campo. No inventário florestal das duas comunidades rurais foram encontradas 322 espécies, distribuídas em 92 famílias botânicas, sendo a Família Fabaceae a mais representativa com 125 espécies. Apesar dos resultados revelarem um estoque de espécies com potencial madeireiro e não madeireiro e melhorias socioeconômicas, a maioria dos agricultores familiares (97%) apresentou alto grau de insatisfação em relação à falta de assistência técnica pública a fim de planejar suas produções através da associação de sistemas agroflorestais diversificados. Este estudo cria um modelo participativo capaz de contribuir com as políticas públicas voltadas para subsidiar o potencial de uso dos recursos florestais em assentamentos rurais na Amazônia, bem como promover a formação de programas de incentivo ao desenvolvimento sustentável, considerando o mercado atual e agregando valor aos produtos.


Palavras-chave


Produção Agropecuária Familiar. Recursos Florestais. Políticas Públicas. Desenvolvimento Sustentável.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X