ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL APLICADO AOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI

Mirelle Tainá Vieira Lima, Maria Inácio da Silva, Carlos Wagner Oliveira, Paulo Renato Alves Firmino, Joceam dos Santos Souza

Resumo


Índices ou indicadores de sustentabilidade são meios úteis para mensurar e avaliar o desenvolvimento de territórios e organizações. O presente trabalho buscou comparar o nível de desenvolvimento sustentável alcançado entre os nove municípios da Região Metropolitana do Cariri (RMC), analisando indicadores ambientais, econômicos e sociais. Os dados atualizados foram selecionados com base no documento IDS BRASIL (2014) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e coletados por meio das plataformas IBGE cidades, anuário do IPECE e Atlas Brasil. Os dados foram normalizados, facilitando a comparação de desempenho nas diversas dimensões da sustentabilidade. Depois de transformados em índices, os valores foram categorizados entre: crítico, estado de alerta, aceitável ou ideal. O conjunto de informações básicas que envolve renda e trabalho, educação, saúde, segurança, infraestrutura, acesso a políticas públicas de distribuição de renda, drenagem, saneamento, urbanização, vegetação, rendimentos, entre outros, e seus respectivos desempenhos, foi compilado e agregado por meio de uma média obtida a partir dos resultados individuais em cada município de estudo. Os municípios mais desenvolvidos da região são Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, nessa mesma ordem. Santana do Cariri é o município que necessita de maior atenção quanto ao seu desenvolvimento.

Palavras-chave


Dimensões da sustentabilidade. Cidades. Nível de desenvolvimento

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X