POTENCIAL DOS CORREDORES ECONÔMICOS PARA VIABILIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA VIÁRIA: ESTUDO DOS EIXOS NACIONAIS DE INTEGRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO (ENID) E DA INICIATIVA DE INTEGRAÇÃO DA INFRAESTRUTURA REGIONAL SUL-AMERICANA (IIRSA)

Autores

  • Mauricio Oliveira de Andrade Universidade Federal de Pernambuco
  • Joaquim Aragão UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
  • Prof. Dr. Anísio Brasileiro UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
  • Prof. Dr. Yaeko Yamashita UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
  • Rodolpho Soares UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

DOI:

https://doi.org/10.54399/rbgdr.v18i3.6632

Palavras-chave:

Financiamento. Infraestrutura. Sistema viário. Corredores econômicos..

Resumo

Este artigo explora experiências de corredores econômicos como estratégia de desenvolvimento regional e de financiamento de infraestruturas de transporte. Partindo das limitações dos canais tradicionais públicos e privados, advoga-se que projetos de infraestrutura, de produção de bens e serviços e de serviços públicos sejam agrupados em corredores econômicos, visando a produção de efeitos multiplicadores econômicos fiscais em volume suficiente para cobrir as despesas públicas envolvidas. Com esse objetivo, analisam-se experiências de corredores econômicos em países emergentes, em particular, os Eixos de Integração e Desenvolvimento (ENID) no Brasil e da Iniciativa de Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana (IIRSA). A concepção dos corredores econômicos, sua governança, financiamento e limitações são analisadas para ver sua adequação como estratégia de financiamento. No caso do ENID e IIRSA foram analisadas as causas de sua interrupção. Conclui-se pela apropriação do conceito enquanto estratégia de crescimento e financiamento, apontando os limites a serem superados por uma readequação de sua concepção.

Biografia do Autor

Joaquim Aragão, UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

Possui graduação em Engenharia de Transportes pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1977), mestrado em Engenharia de Transportes pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1980) e doutorado em Planejamento Territorial pela Universidade de Dortmund (1987). Atualmente é professor adjunto da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Engenharia de Transportes, com ênfase em Engenharia de Transportes, atuando principalmente nos seguintes temas: economia dos transportes, financiamento dos transportes, política de transportes, planejamento dos transportes e desenvolvimento regional.

Prof. Dr. Anísio Brasileiro, UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco (1977), mestrado em Engenharia Industrial pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1981), Especialização (1987) e Doutorado em Transportes pela École Nationale des Ponts et Chaussées (1991). Realizou estágio pós doutoral no Laboratoire Techniques, Territoires et Société (LATTS), associado à École Nationale des Ponts et Chaussées, Université Marne La Valée et Université Paris XI (2000). Desde 1978 é professor da Universidade Federal de Pernambuco, lotado no Departamento de Engenharia Civil. Em 2015 tornou-se professor titular da UFPE. É professor do Programa de Pós-Graduação em Gestão das Infraestruturas na Engenharia Civil desde o ano 2003. Exerceu as funções de Diretor Científico da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (ANPET, 2003-06), tendo sido Presidente da Associação no biênio 1998/1999. Participou dos Comitês de Assessoramento do CNPq e da CAPES na Área de Engenharia de Transportes (2004-06). Participou do Comitê Gestor do Fundo Setorial de Transportes, representando a comunidade acadêmica (2003-07). Foi representante do Brasil no Comitê Técnico Internacional do Congreso Latinoamericano de transporte publico y transito (CLATPU, 2002-09). Suas atividades de pesquisa se referem à área de Engenharia de Transportes, nas interfaces com o Planejamento Urbano e Políticas Públicas, com ênfase em Economia dos Transportes e gestão de políticas públicas, financiamento dos transportes, história dos transportes, tendo como foco os estudos de Sociologia Econômica e análise de atores e redes sociais. Sua produção científica se expressa por 30 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais, 9 livros publicados, 121 trabalhos apresentados em congressos nacionais e internacionais, com participação em 33 bancas de mestrado e oito de doutorado, tendo orientado 18 dissertações de mestrado e co-orientado duas teses de doutorado; orientou ainda 15 estudantes de Iniciação Científica. Exerceu as funções de Pró-Reitor de Extensão da UFPE (2003-06), Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação (2007-2011). Foi Presidente do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação das Universidades Brasileiras (FOPROP, 2009), participou do Conselho Técnico-Científico (CTC) da CAPES, como representante do FOPROP (2010). Em 2014 recebeu a mais alta condecoração científica da França, tendo sido condecorado com o grau de Chevalier de l? ordre de Arts et des Lettres. No plano local, é membro da Academia Pernambucana de Engenharia, tendo sido homenageado pelo Clube de Engenharia como um dos 100 engenheiros que marcaram época em Pernambuco. Foi Reitor da UFPE por 08 anos (2011-2019). Nesse período exerceu intensa atividade internacional, buscando projetar a UFPE no cenário mundial, tendo sido Presidente do Grupo Tordesilhas, das Universidades latino-americanas da Francofonia, membro da comissão gestora do Fórum de Universidades de países de língua portuguesa, e do Grupo Coimbra de Universidades luso-brasileiras. Em novembro de 2019, realizou visita de curta duração na Université Laval, na cidade do Québec, Canadá para levantar potencialidades do uso de Inteligência Artificial aplicada a transportes e serviços urbanos. Em outubro de 2021 assumiu a presidência da Academia Pernambucana de Ciências.

Prof. Dr. Yaeko Yamashita, UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

Professora universitária, foi pesquisadora mais de 30 anos na Universidade de Brasília, na Faculdade de Tecnologia no Departamento de Engenharia Civil e Ambiental e atualmente professora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional na Universidade Federal de Tocantins e Pesquisadora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília .Pesquisadora e consultora em Transportes e Engenharia territorial. É engenheira civil pela Universidade Estadual de Londrina, mestre em Engenharia Civil com ênfase em Transportes pela Universidade de Tottori no Japão; PhD pela Universidade de Wales, no College de Cardiff no País de Gales; pós doutorado em Transporte e Meio Ambiente em Nagoya Institute of Technology no Japão. Trabalhou em Empresa de Consultoria em Desenvolvimento Regional na cidade de Tottori no Japão e depois ingressou na carreira de professor universitário da Universidade de Brasília sempre atuando na área de Transportes. Implementou o curso de mestrado em Transportes Urbanos em parceria com a extinta EBTU- Empresa Brasileira de Transportes Urbanos vinculado ao Ministério dos Transportes, participou na implementação do curso de doutorado em Transportes; foi uma das fundadoras da Associação Nacional de Pesquisa em Transportes ? ANPET ; participou da criação do Centro de formação de Recursos Humanos em Transportes- CEFTRU que nasceu de Cooperação Internacional com a JICA. Japan International Cooperation Agency do Japão; participou da criação do Laboratório de Infraestrutura da Faculdade de Tecnologia da UnB. InFralab. Coordenou por vários anos o Mestrado em Transportes Urbanos e o Programa de Pós-Graduação em Transportes; foi por vários anos coordenadora de projetos do Ceftru onde coordenou projetos de pesquisa junto às Agencias, Ministérios, Secretarias de Estado e Municípios na area de transportes.

Rodolpho Soares, UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

Engenheira da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) em João Pessoa - PB e mestrando em Engenharia Civil na Área de Transportes e Gestão das Infraestruturas Urbanas da Universidade Federal de Pernambuco.

Publicado

26.11.2022

Como Citar

Oliveira de Andrade, M., Guilherme de Aragão, J. J., Brasileiro, A., Yamashita, Y., & Rodrigues Soares, R. (2022). POTENCIAL DOS CORREDORES ECONÔMICOS PARA VIABILIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA VIÁRIA: ESTUDO DOS EIXOS NACIONAIS DE INTEGRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO (ENID) E DA INICIATIVA DE INTEGRAÇÃO DA INFRAESTRUTURA REGIONAL SUL-AMERICANA (IIRSA). Revista Brasileira De Gestão E Desenvolvimento Regional, 18(3). https://doi.org/10.54399/rbgdr.v18i3.6632

Edição

Seção

Artigos