Profissão: catador de material reciclável, entre o viver e o sobreviver

Luiza Ferreira de Rezende Medeiros, Kátia Barbosa Macêdo

Resumo


O artigo apresenta resultados de pesquisa que objetivou investigar as relações de trabalho entre catadores de materiais recicláveis e organizações de reciclagem dos materiais coletados. Os catadores atuam no município de Goiânia. A reciclagem de lixo urbano figura como atividade emergente após movimentos ambientalistas e de preservação ambiental. Embora gere vantagens ambientais
indiscutíveis, sobressaem os aspectos econômicos. A catação de materiais recicláveis constitui, para muitos trabalhadores, única forma de garantir sobrevivência e possibilidade de inclusão num mercado de trabalho excludente. Esta pesquisa investigou como os catadores percebem suas relações de trabalho, as condições em que desempenham suas funções e as práticas do trabalho em cooperativas de reciclagem. Foram utilizadas entrevistas com dez catadores, as quais foram tratadas pela análise de conteúdo. Os dados revelaram relações de trabalho precárias e informais entre catadores e organizações de reciclagem. Os trabalhadores são expostos a periculosidade, são vítimas de preconceitos e estigmas e são excluídos de alguns ambientes sociais.

Palavras-chave


catador de Material Reciclável; precarização das relações de trabalho; inclusão social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X