DESAFIOS DA COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ORGÂNICOS ORIUNDOS DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

Juliana Benites Padua-Gomes, Eder Pereira Gomes, Milton Parron Padovan

Resumo


Com este trabalho, objetivou-se conhecer e analisar aspectos inerentes ao elo da comercialização de produtos orgânicos oriundos da agricultura familiar em Mato Grosso do Sul, sob a ótica dos produtores. Para tanto, foi desenvolvido um estudo no período de 2012 e 2013, envolvendo 101 produtores orgânicos, pertencentes a 22 municípios do estado. Para descobrir os possíveis informantes-chave e, consequentemente, os produtores, foi utilizada a metodologia de amostragem em “bola de neve”. Posteriormente, foi realizada uma entrevista junto a cada produtor identificado. Os resultados mostram que apenas 24% dos agricultores de base familiar possuem a certificação orgânica. O canal de comercialização mais utilizado entre produtores é a venda direta, sendo os principais entraves à comercialização desses produtos o escoamento da produção (48%) e a falta de conscientização dos consumidores quanto à importância do consumo de produtos orgânicos (26%). Contudo, 25% dos produtores indicaram a necessidade de melhorias no escoamento da produção e 18% mencionaram a organização de grupos para comercialização coletiva, para melhorar a comercialização de produtos orgânicos no estado. Em suma, mediante as dificuldades identificadas, a busca por melhores estratégias de organização social, assim como apoio mais intenso das políticas governamentais podem contribuir para gerar melhorias a este segmento em Mato Grosso do Sul.

Palavras-chave


Mercado de produtos orgânicos; Consumo de produtos orgânicos; Certificação orgânica; Agricultores familiares

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.