Estratégias de internacionalização dos espumentes: um estudo de cinco vinícolas do Rio Grande do Sul

Thaisy Sluszz, Ana Claudia Machado Padilha

Resumo


A vitivinicultura gaúcha vem passando por transformações com a concorrência de produtos importados no mercado nacional. Com isso, a dinâmica de conquista de novos mercados está em constante adaptação. Assim, esse trabalho objetivou verificar as estratégias direcionadas à internacionalização de espumantes produzidos nas Vinícolas: Miolo, Cooperativa Vinícola Aurora, Casa Valduga, Vinhos Salton e Vinícola Peterlongo, da Serra Gaúcha, com a finalidade de ampliar a competitividade desse setor. O estudo é exploratório-descritivo, tendo como base pesquisas bibliográficas e entrevistas a expertos do setor. Os principais resultados indicaram que as cinco empresas estudadas se mantêm representativas em âmbito mundial e, domesticamente, foi possível perceber que os elementos relacionados à gestão, relações de mercado, ambiente externo e governamental são os principais entraves à competitividade dessas vinícolas. Assim, ações voltadas para a superação desses entraves deverão repercutir favoravelmente em toda a cadeia produtiva e ampliar a competitividade internacional da vitivinicultura brasileira.

Palavras-chave


Espumantes; Estratégias; Internacionalização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X