“Somente os mais fracos ficam doentes”: a utilização de agrotóxicos por agricultores de tabaco da Comunidade Cândido Brum, em Arvorezinha (RS)

Marcelo Leandro Eichler, Alessandra Troian

Resumo


Neste artigo buscamos evidenciar e analisar as práticas de utilização de agrotóxicos e a percepção de risco entre fumicultores. Utilizando o método etnográfico foi visitada uma comunidade de pequenos agricultores na encosta do planalto gaúcho, resultando na produção de um caderno de campo. Foram destacados três temas do caderno de campo para serem aqui apresentados: i) a temporalidade da utilização de agrotóxicos; ii) sua diversa utilização em diferentes cultivares (auto-consumo e fumicultura); e iii) a influência das esferas pública e privada. As falas e as declarações de agricultores(as) servem para ilustrar e desenvolver a revisão de investigações similares. Nas conclusões, debatemos o desenvolvimento e a manutenção das políticas públicas (de comunicação, de educação, de saúde pública e de extensão rural) voltadas às comunidades rurais, em particular, aos pequenos agricultores de tabaco.

Palavras-chave


agrotóxicos, tabaco, políticas públicas, saúde pública, percepções de risco.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X