Metodologia para divulgação de tecnologia para agroindústrias rurais: exemplo do processamento de farinha de mandioca no Maranhão

Marney Pascoli Cereda, Olivier Vilpoux

Resumo


A avaliação e adaptação de tecnologia para pequenas empresas não é tarefa fácil. No Brasil existem muitos tipos de farinhas de mandioca. A farinha d’água é preferida na região Norte, onde tem grande impacto social. Para analisar três unidades de fabricação de farinha do Estado do Maranhão uma equipe multidisciplinar utilizou uma metodologia de transferência de tecnologia dividida em quatro etapas: (a) identificação e análise das tecnologias usadas nas comunidades; (b) identificação das necessidades do mercado, (c) identificação de tecnologias alternativas e (d) repasse das alterações necessárias. Foram identificados problemas que iam de segurança de trabalho a ineficiência no processo. Esses problemas dificultavam a comercialização e encareciam o preço do produto, criando uma situação de desvantagem em relação às farinhas fabricadas no Sudeste do país. O processo foi analisado e foram introduzidas melhorias visando eficiência e segurança. A questão da eco eficiência foi abordada no aproveitamento dos resíduos de fábrica e de campo. Os resultados mostraram que a metodologia adotada permitia identificar onde as modificações necessárias, com impacto relevante sobre qualidade e segurança, mas com reduções mínimas nos custos de produção. Para reduzir mais os custos seria necessária mecanização do descascamento para tornar possível o aumento de escala e a manutenção da atividade.

Palavras-chave


transferência de tecnologia, extensão, agricultura familiar, mercado, segurança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X