Análise da industrialização sul-mato-grossense em face da industrialização brasileira

Carlos Otávio Zamberlan, Luiz Paulo Ferreira Nogueról, Cláudia Maria Sonaglio, João Fernando Zamberlan

Resumo


O processo de industrialização brasileiro teve impulso no governo Vargas, na década de 1930, e seguiu por longo período com taxas expressivas de crescimento. Enquanto isso, a região Centro-Oeste passou por um processo de desenvolvimento ligado a expansão agrícola e pecuária. O processo de industrialização no Centro-Oeste, especificamente em Mato Grosso do Sul, foco desse artigo, se deu de forma tardia, pois essa região, primeiramente, foi utilizada para alicerçar a industrialização, que estava ocorrendo na região sudeste, por meio da produção de alimentos. Este artigo traz um levantamento teórico da industrialização brasileira e faz uma análise desse processo para o Centro-Oeste, priorizando o estado de Mato Grosso do Sul, suas principais atividades e o crescimento industrial nos últimos anos. A partir de dados secundários aferiu-se o crescimento industrial dessas regiões, com base no quociente de localização, taxa geométrica de crescimento e analise de regressão. Foi possível concluir que a industrialização, no Centro-Oeste e em Mato Grosso do Sul, se concentrou em setores de baixa tecnologia, mais ligados às indústrias de alimentação e bebidas, minerais não-metálicos e construção civil.

Palavras-chave


Desenvolvimento; setor industrial; Economia Regional

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X