Estudo das disparidades econômicas e tecnológicas no desenvolvimento regional desequilibrado do Vale do Paraíba

Edson Aparecida de Araújo Querido Oliveira, Paulo Cesar Ribeiro Quintairos

Resumo


A pesquisa tem como tema analisar o crescimento econômico do Vale do Paraíba Paulista no Brasil, e ao mesmo tempo identificar suas bases como às de um modelo de crescimento desequilibrado, constituem o objetivo central deste trabalho. O desequilíbrio regional é tratado com a concepção da impossibilidade de um sistema que apresente equilíbrio estável. Procurou-se mostrar que, ao afastar-se do estado de equilíbrio, a tendência na dinâmica do crescimento com desequilíbrio é aumentar as desigualdades regionais. A questão das desigualdades é analisada a partir dos modelos formais das duas principais correntes teóricas - a do crescimento convergente e a do crescimento divergente. A influência do progresso tecnológico como fator de determinação das desigualdades é, ao final, explorada, por se tratar de variável associada aos efeitos propulsores do processo de urbanização e de consolidação de pólos industriais. A proposta fundamental e de caráter conclusivo é a busca de meios e instrumentos de neutralização dos efeitos regressivos que convirjam para minimizar o conflito entre a eficiência na alocação dos recursos e a eqüidade na distribuição dos frutos do progresso tecnológico. De forma geral, o estudo integrou instrumentos de políticas que promovem um crescimento mais equilibrado do ponto de vista espacial, próprios dos estudos de Organização industrial e da Economia Regional e Urbana. Os resultados do estudo tiveram como objetivo mostrar que o desenvolvimento econômico da Região do Vale do Paraíba Paulista ocorreu de forma desequilibrada, e, em decorrência, contribuiu para aumentar as disparidades econômico-sociais e tecnológicas. O desenvolvimento desequilibrado manifestado pela diversidade espacial, que compreende fatores como população, posição no emprego, ocupação e moradia tiveram, nestas variáveis, a maior base de dados que fundamentaram a análise e a conclusão. Estas considerações trazem, sobretudo, o caráter comprobatório das proposituras e, particularmente, da hipótese da visão divergente. A negação da idéia de equilíbrio estável no processo de crescimento econômico do Vale do Paraíba se transformou, neste estudo, em objeto fundamental na investigação científica do desenvolvimento econômico de uma importante região do Estado de São Paulo que, com localização privilegiada no eixo Rio - São Paulo une dois maiores centros consumidores do País.

Palavras-chave


Economia regional; Desenvolvimento; Vale do Paraíba

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X