CONSTRUÇÃO DA ESFERA PÚBLICA E DESENVOLVIMENTO URBANO-REGIONAL: PRÉ-CONDIÇÃO AO PLANEJAMENTO SOCIALMENTE NECESSÁRIO

Cilene Gomes

Resumo


Propondo-se a um exercício do método histórico-crítico e de discussão exploratória para futuras sistematizações investigativas, o objeto de reflexão do presente artigo concerne à construção social da esfera pública para o debate sobre o desenvolvimento urbano-regional, tomado como pré-condição indispensável ao planejamento socialmente necessário. Procura-se reaver os sentidos gerais da história recente sobre as relações entre o tempo social presente e o processo de globalização, mediado pelo princípio ativo da informação e da comunicação, e, além disso, busca-se ressaltar a hipótese formulada por Milton Santos de transição a um suposto novo período demográfico da história. Considera-se o atual contexto de discussões sobre a institucionalidade metropolitana da região do Vale do Paraíba e Litoral Norte, tendo em vista destacar, a caminho da elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado, o ponto crítico dos processos de participação social nas relações entre Estado e sociedade. Apontamentos sobre as relações entre construção da esfera pública, comunidade e comunicação se alinharão à abordagem da democracia entendida como modo de vida e à premissa do lugar como força de resistência, levando a considerações finais sobre o papel da universidade nos processos de formação social e política de novos pesquisadores, profissionais e cidadãos, em vista da construção de um novo modelo cívico para a crise de civilização em que vivemos.

Palavras-chave


Informação. Comunicação. Esfera Pública. Desenvolvimento regional. Organização do Território.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X